31.5.10

Agora é oficial: estou perdidamente apaixonada. Não sei se mais perdida que apaixonada ou vice-versa. Mas a grande verdade desde o início é que eu nunca tive vontade de ser ponte ou janela. Sempre quis ser a porta.

E por mais que quisesse ser muito, ser mais, ser dona das tuas palavras, dos teus dias, dos teus sorrisos, eu sei que pra tudo isso, eu não precisava pedir, simplesmente você viria, e como o jardim que atrai um beija-flor, é você que quer o néctar das minhas flores.

Porque eu não quero ser mais um capitulo da historia da tua vida, mas, se não posso ser o motivo pro livro inteiro, quero, pelo menos, ser as linhas que você ainda vai querer escrever.

Saudações!

Decretado pela Rainha de Copas às 22:32 0 comments


Eu tenho tanto para dizer que mesmo calada, meus olhos, mãos, tudo fala por mim. A batida frenética do meu coração te mostra que não é mais apenas uma tarde nublada com altas ondas numa praia de areia gelada. É mais. Agora é caminhar de mãos dadas com o pedido do café da manhã pro dia seguinte. É vontade de ver esses momentos serem mais que simples relampejos de dias que eu queria muito mesmo que fossem mais.

Eu tenho tanto para fazer mesmo que parada. Eu preciso me mover, preciso saber, preciso abrir os olhos e perceber que a minha vida é hoje e o que eu faço dela é pra sempre.

Saudações!

Decretado pela Rainha de Copas às 14:07 0 comments


30.5.10

Até o céu entendeu minha saudade de você, hoje.
E chorou por mim.

Decretado pela Rainha de Copas às 12:33 2 comments


29.5.10

E como quem precisa desesperadamente finalmente abrir o peito a força, falar todas as palavras do mundo, segurar com unhas, dentes, pernas, braços e abraços o que resta, eu tenho que me confessar.

Confesso que já sinto tudo o que eu não podia sentir, quero tudo que não podia querer e sou capaz de ir até onde eu nunca imaginei que poderia querer por os pés. Confesso que espero tuas palavras, o som da tua voz, teus segredos e tuas verdades inventadas. Confesso que sou mais tua que eu possa parecer já ter sido entregue em teus braços.

Confesso que não me importa qual a fase da lua, eu sempre me comporto como se ela estivesse cheia e meus braços abertos. Confesso que nem faço qualquer questão de saber quão próximo da Terra está qualquer planeta, mas tão somente o quão próxima da tua Vênus está meu Marte.

Eu confesso, finalmente e para todos os fins, que te perdoo, por querer tanto ser feliz e, mesmo assim, não se permitir atravessar a ponte, a mesma que eu insisto para que não cruzes por mim.

Saudações!

Decretado pela Rainha de Copas às 10:18 1 comments


27.5.10

E há momentos que me faltam as palavras, o ar, o chão, a prudencia, a cautela,... Só não me falta vontade, desejo, saudade. É como se você me dissesse todas as palavras que finalmente eu esperei durante dias ensolarados, noites com ou sem estrelas. É como se eu tivesse cansada, com sono de uma viagem longa que eu não acreditava que acabaria e finalmente eu vejo você chegar: do jeito que eu desenhei o meu principe nas minhas primeiras linhas do tempo da inocencia que não mais volta.

Há momentos em que saber, ouvir, sentir é tão completo que meus olhos querem os teus e meu sorriso vai conseguir dizer tudo o que eu não consigo com todas as palavras que o Aurélio pensou em algum dia em existir.

Há momentos em que ser amada nem é tão dificil. O que não é fácil, hoje, é se deixar amar.

Saudações!

Decretado pela Rainha de Copas às 22:35 0 comments


25.5.10

Da serie: músicas que contam a minha vida.

Bom estar com você, brincar com você, deixar correr solto o que a gente quiser. Em qualquer faz-de-conta, a gente apronta, é bom ser moleque enquanto puder. Ser super humano, boneco de pano, menino ou menina que sabe o que quer. Se tudo o que é livre, é super incrível, tem cheiro de bala, capim e chulé.

Doce, doce, doce, a vida é um doce, vida é mel que escorre da boca, feito um doce: pedaço do céu.

Saudações!

Decretado pela Rainha de Copas às 15:03 0 comments


24.5.10

Hoje eu acordei com saudade. Saudade do mar, do sol, da praia, das ondas, do cheiro, do beijo, do vento, do calor, da vontade, da ansiedade, do abraço. Eu acordei com saudade de tudo que lembra o pouco que nós tivemos que ao mesmo tempom parece muito e já me faz ficar com saudade do que eu ainda não vivi e com vontade de ver os ponteiros desse relógio teimoso andarem mais rápido até o minuto exato de te ver e... parar. Porque aquele exato segundo que meus olhos te vêem e meu sorriso se abre é mágico.

Eu quero mais de todos esses segundos. Que sejam horas. Que sejam dias. E que, finalmente, não precise pedir pro tempo parar.

Saudações!

Decretado pela Rainha de Copas às 10:15 2 comments


23.5.10

E era exatamente disso que eu estava falando naquele dia quando você deu com os ombros e saiu fechando todas as portas que poderiam me fazer ir atrás de algo que achasse que restava. Era dessa falta de um não sei o que que eu pensava que existia mas que na verdade nunca esteve aqui.

E era a esse silêncio que eu me referia quando eu olhava desolada para as paredes cinzas que ocupavam os quatro cantos do lugar que eu chamava de nosso e você queria só pra você. Era dessa angustia que eu lembrava toda ver que não via teu sorriso e eu sentia culpa por algo que não tinha feito achando que deveria ter feito.

E é desse nada que pouco vou sentir saudade. É desse rancor que eu não vou guardar nem um pouco. É desse frio que eu não levo lembranças, nem vontade, nem nada.

Saudações!

Decretado pela Rainha de Copas às 11:25 2 comments


22.5.10

E das coisas tristes que me ocorrem no dia, eu procuro o canto de cor que sempre há e me concentro nesse pouco até que somente para ele consiga olhar. È nesse exato momento que esqueço de todo o cinza e a pouca luz que há me permite nem sequer lembrar de toda a escuridão que me cercava instantes atrás. É como se fechasse os olhos, imaginasse uma praia de areia fria, água quente, céu nublado e a sua voz me dizendo que esse momento é sempre único e diferente: precisa ser vivido dessa forma, como se nunca deixasse de ser lembrado.

Momentos tristes também precisam ser lembrados, unicamente para saber que para sorrisos serem assim marcantes é preciso reconhecer momentos de ser eu, ser sua, ser nós, sermos um, com sorrisos, lágrimas,ou qualquer coisa que apenas vai ser coadjuvante dessas ondas que nos levam a qualquer lugar que não importa onde, nem quando, apenas com quem.

Saudações!

Decretado pela Rainha de Copas às 12:14 1 comments


21.5.10

Nos meus momentos mais supostamente em conflito, eu me sinto mais claramente visitada por esse sentimento de clareza e ausência de confusão. Paradoxalmente, eu me sinto como se conseguisse ver as coisas como realmente são, com todas as suas cicatrizes, angústias e tons de cinza que antes não conseguia ver ludibriada com todas as psicoldélicas linhas coloridas em tom neon.

É em momentos como esse que eu vejo que eu mereço mais. Mas quem disse que quero?

Saudações!

Decretado pela Rainha de Copas às 10:52 1 comments


18.5.10

Espero sinceramente que tantas voltas me levem a algum lugar. Espero que esperar você não me faça cansar de esquentar um lugar que não tem companhia, uma cadeira sozinha ou uma via de mão única. Espero muito que você volte correndo pra me pedir pra me ver nem que seja só hoje, só um pouco, só nós dois. Só.

Espero que você saiba escolher as coisas certas, as pessoas certas, o momento certo e, mesmo que o certo seja errado, espero que, no fim das contas, você esqueça a cabeça, reflita durante o banho, vista o melhor carinho que você tiver guardado e me espere. Porque por mais que eu não te faça esperar, hoje eu vou me atrasar. Vou estar esperando o segundo certo de ser aquela que eu sempre esperei pra ser: sua.

Saudações!

Decretado pela Rainha de Copas às 22:56 0 comments


Como uma criança que dá seus primeiros passos, eu tenho medo. Me seguro em qualquer coisa que esteja ao meu alcance pra não escorregar, cair e bater a cabeça. Por isso é preciso olhar por onde ando, por quais degraus subo, para não cair nas aramdilhas que esqueceram pelo caminho ou me perder meio à qualquer porção de areia movediça.

Já basta ter me perdido e não saber o caminho de volta... Ficar sem ter como me mover, seria como não saber andar ou ter as luzes apagadas. Pega na minha mão e me guia, me mostra o caminho pro seu coração, abre a porta e me deixa mais a vontade. Me apresenta o lugar onde devo fazer moradia e não mais ir a lugar algum.

Saudações!

Decretado pela Rainha de Copas às 22:02 0 comments


17.5.10

Quando eu olho pra minha vida, me entristece saber que pouco dela é o que queria que fosse muito e muito é o que nada queria.

Sei que não daria valor aos meus sorrisos mais sinceros e toda cor se não fossem os momentos de cansaço e cinza, mas bem que o cantinho pintado de cor no quadro da minha vida podia ser maior e minhas gargalhadas mais altas. Bem que todo dia podia ser dia de surfar nessa imensidão azul do oceano de uma praia com dunas a perder de vista.

Bem que você podia armar uma barraca e a gente acampava tipo... pro resto da vida em qualquer quarta-feira e todo dia é dia de te ver, de ficar com você. Porque finais de semanas são longos. O dias de cinza parecem intermináveis. E a saudade, dói.

Saudações!

Decretado pela Rainha de Copas às 22:27 2 comments


16.5.10

E a verdade é: enquanto houver respiro, que possa ser transformado em suspiros.

Saudações!

Decretado pela Rainha de Copas às 23:01 1 comments


15.5.10

Talvez eu seja essa realidade inventada repleta de ilusões, que nada mais são que mentiras minhas tentando enganar ou distrair meu pobre coração que ainda acredita nos contos de fadas e em principes encantados em seus cavalos brancos.

Talvez eu seja essa menina boba que mesmo depois de tantas quedas, lágrimas, decepções, angustias, não deixa de pensar que uma boa velhinha pode me passar a janela oferecendo uma maçã a fim de matar-me a fome, sem veneno, sem maldade.

Talvez eu seja todo esse emaranhado de desejos de que o mundo tenha um pouco mais do cor-de-rosa dos meus sonhos que normalmente qualquer realidade teria. Mas no fim das contas, o que vale é meu sorriso, é o beijo que me acorda e a vontade que me move.

Saudações!

Decretado pela Rainha de Copas às 18:28 1 comments


Certa vez ouvi que "para uma mentira se sustentar é preciso duas verdades". Talvez uma mentira consiga se sustentar sim, dessa forma. Não pendendo para um lado, nem para o outro e, muito menos, fazendo todo o navio afundar em águas gélidas e sem esperança.

Mentiras e verdades, não se misturam. Como água e óleo, não conseguem coexistir e pintar um quadro cheio de alegria e vontade. É como se houvesse escuridão e luz ao mesmo tempo, num paradoxo sem fim em busca de um não sei o que, que você só vai encontrar quando finalmente aprender que mentira nenhuma tem valor maior que qualquer verdade.

Minta pra qualquer um, menos pra mim. Olhe nos meus olhos e mostre que meias verdades não são o melhor caminho pros nossos melhores beijos.

Saudações!

Decretado pela Rainha de Copas às 13:28 1 comments


14.5.10

Eu pinto.
Como quem tem uma tela em branco e tintas de todas as cores que se possa imaginar, eu pinto o quadro da minha vida misturando tudo de uma vez, devorando cada canto em branco e enchendo de som o que era mudo.

Eu bordo.
Como moça prendada, eu cuidadosamente manuseio a agulha e vou costurando os pontos para ver de longe ou perto o resultado desse emaranhado de sentimentos, medos, euforias e olhos brilhantes.

Eu sonho.
Como quem não tem medo de cair, chego perto das nuvens e imagino uma realidade inventada pro cenário da minha vida, com cheiro de chuva, sabor de algodão doce, sorrisos de uma criança e carinho de um amor verdadeiro.

Saudações!

Decretado pela Rainha de Copas às 12:04 1 comments


12.5.10

E quando eu penso que consigo te enganar, fingir, me esconder, você chega, sorri, me afaga e mostra que não importa o quanto eu me esforce, eu estou na sua mão e tentar é vão.

Brincadeira boba essa de esconde-esconde que acaba com um beijo no final e eu pago a prenda que você quiser: dou sorriso, faço careta, carinho, saio, volto, levanto, dou uma voltinha e até faço pose. Mas eu gosto mesmo é de ficar te olhando sendo tolo e fingindo que aquele não é o melhor momento do seu dia.

E enquanto nós dois escrevemos uma história completamente diferente da que estamos vivendo, a lua continua linda lá fora nos convidando pruma noite de cumplicidade e sinceridade. Sem máscaras. Sem nada.

Saudações!

Decretado pela Rainha de Copas às 23:02 0 comments


11.5.10

Estou confusa. O branco me parece cinza, os olhos ardem, o preto está menos escuro e a cor anda meio pálida. As coisas parecem não fazer tanto sentido e minha voz se cala cada vez que não é pra te falar o que era tão obvio que não conseguiu ficar guardado.

Fico tonta de olhar para baixo mesmo que a altura seja apenas acima dos meus ombros e meus pés estejam plantados no chão. Fico louca de pensar em não conseguir [ou nem ao menos tentar] ser o que todos os dias eu sonhei tanto durmindo quanto acordada.

Mas a grande verdade é que mesmo confusa, mesmo perdida, é nos seus olhos que eu me acho. E com você que eu consigo acalmar meu coração e sorrir. Basta aprender a dificil lição de deixar o amanhã pra amanhã.

Saudações!

Decretado pela Rainha de Copas às 16:43 0 comments


9.5.10

Ninguém disse que seria fácil, mas, de certa forma, não demora nada pra eu conseguir esboçar o sorriso maior do mundo, o coração querer pular do peito e o cheiro de coisa conquistada encher meus pulmões. Não há dúvidas de que sempre que eu sou esse mundo de emoções, tudo o que vejo é cor, flor, som e alegria. Sempre que eu insisto em fazer as coisas do meu jeito de coração aberto, não é certo que eu consiga realizar meus desejos mais profundos, mas eu sou feliz. Porque ser eu mesma [feliz, ou não] é melhor que ser alguém que querem que eu seja.

Ninguém disse que seria fácil. Mas as pedras do caminho são exatamente a graça do negócio.

Saudações!

Decretado pela Rainha de Copas às 19:10 3 comments


7.5.10

E eu converso como quem pensa que há alguém escutando meu clamor por mais. Eu falo como se meu interlocutor pudesse entender nas entrelinhas que o meu silêncio não é tão mudo. É como se estivesse diminuindo o volume da minha voz para que chegue mais perto, e ouça, junto com o som das palavras, a batida do meu coração e o respirar fundo buscando fôlego para abastecer de paciência essa minha agonia desenfreada cheia de fome por mais, sempre mais.

Acho que converso com o espelho. Tento explicar a mim mesma as lições que eu ensino, mas não aprendo: não corra pelas borboletas, principalmente quando o que elas mais querem é voar.

"Eu me arrumo, eu me enfeito, eu me ajeito. Eu interrogo meu espelho, espelho que eu me olho pra você me ver. Porque você não olha cara a cara? Fica nesse passa não passa... O que falta é coragem" [Sinais de fogo - Ana Carolina/Totonho Villeroy]

Saudações!

Decretado pela Rainha de Copas às 00:51 0 comments


6.5.10

E quando a tristeza cede seu lugar pra confusão de idéias e sentimentos, eu creio que preferiria ficar triste. Eu fico aqui me perguntando quantas vezes vou precisar cair como uma criança com menos de um ano de vida para aprender a caminhar. Quantas vezes vou ser dependente dos outros a fim de finalmente me bastar na minha insignificante tentativa de ser feliz num mundo onde nenhum homem é uma ilha, mas ao mesmo tempo todos estamos tão separados por tantos medos e ansiedades.

E o lugar que triste, ansiedade, confusão, vontade, frustração ocupam é seu. Não me perde.

Saudações!

Decretado pela Rainha de Copas às 11:13 0 comments


5.5.10

Das mentiras que eu mais queria que fossem verdade, a que mais me assusta é a de querer ser feliz amanhã ao teu lado. Não que eu não acredite na felicidade ocupando o lugar mais próximo que houver do espaço que te cerca, mas por sentir o amanhã como uma neblina fria e estranha. É preciso cuidado. O mesmo cuidado que eu não tive desde o dia que meus lábios tocaram os teus.

Saudações!

Decretado pela Rainha de Copas às 18:30 1 comments


4.5.10

Eu não vejo, não sinto, não gosto, não vou. Não me iludo com seus telefonemas e com seu jeitinho carinhoso de ser. Não acredito que um dia você acorde simplesmente e decida que me quer e que vai lutar por esse pouco que foi contruído mas que já é muito em algum lugar do futuro que ainda pode vir. Não acho que as coisas que você me fala ou as que deixa de dizer me afetam tanto que me fazem perder o sono ou sonhar acordada qualquer hora do dia.

Eu não fico imaginando como poderia ser se fosse diferente e nem como eu queria que as palavras que eu planejei fossem ditas por você de forma que meu coração ouvisse e eu simplesmente esboçasse o sorriso que eu estou guardando há tempos pra você.

E eu sei que você sabe que eu minto em cada não que eu te digo. Porque meus olhos não mentem. E meu beijo também não.

Decretado pela Rainha de Copas às 13:23 2 comments


E da série "essa música é mesmo o que eu sou..."

"Diga que me adora, deixe o orgulho e venha, porque já está na hora, da gente se encontrar e sermos um. Mas não demora, que é pra chama não desencantar, se esvair no ar, e só restar lembrança."

Saudações!

Decretado pela Rainha de Copas às 00:46 0 comments


3.5.10

Passei boa parte da noite pensando sobre esses conceitos de sabedoria, esperteza, conhecimento, e todas as palavras que parecem sinônimas de saber o que fazer no momento certo. Não que tenha chegado a uma conclusão, [afinal, eu nunca chego] entretanto creio que compreendo melhor essa sua tentativa [vã] de ficar longe das palavras certas no momento errado. É como se eu entendesse, mas não aceitasse, simplesmente, que você consiga não me entender. Porque o que eu percebo desse antagonismo que nos une é que minha falta de paciência aliada ao seu jeito cauteloso extremista nos faz caminhar de mãos dadas e olhares distantes. E, no fim, eu me pergunto se para segurar o volante da sua vida você solta a minha mão, me perde, mas não perde o controle do que você chama de segurança.

Saudações!

Decretado pela Rainha de Copas às 09:43 0 comments


2.5.10

Se você tinha alguma dúvida, se desfaça dela agora mesmo e acredite: cada palavra, cada sorriso, cada dúvida, cada passo dado [ou não] é você. Eu tiro todas as suas dúvidas, respondo todas as suas perguntas, digo sim a todos os seus pedidos e, ainda assim, você não me diz, não responde, não me dá uma pista sequer desse caminho que eu estou a percorrer às escuras.

Se você em algum momento não soube, tenha certeza. Porque das vezes que simplesmente não tinha o que dizer, o teu silêncio foi a resposta que eu menos quis ouvir. E mesmo tendo escutado ontem coisas que eu sei que não ouviria nunca, eu não me arrependo.

E você? Se utiliza tão inescrupulosamente do arrependimento pra me desviar do caminho que quero seguir, amarrando minhas mãos e me prendendo no seu peito?

Me tira a venda ou me guia. O que não dá é pra seguir, sozinha, sem saber pra onde ir.

Decretado pela Rainha de Copas às 12:45 2 comments


1.5.10

O que eu mais gosto do que passou é o que eu tenho hoje. E o mais estranho é ver que hoje, mesmo com todos esses momentos passados são tão presentes quanto o meu futuro nos meus sonhos.

O presente é quase tão passado quanto os segundos que já se foram e as palavras já ditas. Os passos dados são quase tão presentes quanto o destino que eu tracei pros meus dias mais ensolarados e, até mesmo, para os dias com um pouco menos de cor.

O que eu mais quero do que virá é que seja cheio de sorrisos e esperança. Cheio de cor e vontade. Mas mesmo assim recheado de surpresas e coisas inesperadas. É o que nos faz perder o fôlego e brilhar os olhos.

Saudações!

Decretado pela Rainha de Copas às 12:57 0 comments


A Rainha



menina de vinte poucos.
que viveu muito em pouco.
que sorriu pouco em muito.
que vive sorrindo muito.
mulher de vinte e poucos.
que sofre, ama e não cansa.
de buscar dias melhores,
dias mais felizes.
menina mulher que não cansa.
de sonhar. de viver. de sorrir.
de confiar. de ter fé.
mulher menina que muito em pouco
fez pouco de muito.
e agora é rainha mesmo
não sendo majestade.

menina moça mulher do naipe coração.



Correio Real mensageirodecopas@gmail.com

A Rainha no Twitter @ReinodoCoracao

A Rainha no Orkut:
 Perfil 

A Rainha no Twitter @ReinodoCoracao

A Rainha no Facebook
 Perfil da Rainha

O Reino no Facebook
 Curtir o Reino

Súditos
 . A Rua Dos Contos 
 . Elísios 
 . Florbela Espanca 
 . Bobo da Corte 
 . Escudeiro da Rainha de Copas 
 . Cavaleiro Real 

Era uma vez

.Maio 2006

.Junho 2006

.Julho 2006

.Agosto 2006

.Setembro 2006

.Outubro 2006

.Novembro 2006

.Dezembro 2006

.Janeiro 2007

.Fevereiro 2007

.Março 2007

.Abril 2007

.Maio 2007

.Junho 2007

.Julho 2007

.Agosto 2007

.Setembro 2007

.Outubro 2007

.Novembro 2007

.Dezembro 2007

.Janeiro 2008

.Fevereiro 2008

.Março 2008

.Abril 2008

.Fevereiro 2009

.Março 2009

.Abril 2009

.Maio 2009

.Junho 2009

.Julho 2009

.Setembro 2009

.Novembro 2009

.Dezembro 2009

.Janeiro 2010

.Fevereiro 2010

.Março 2010

.Abril 2010

.Maio 2010

.Junho 2010

.Julho 2010

.Agosto 2010

.Setembro 2010

.Outubro 2010

.Novembro 2010

.Dezembro 2010

.Janeiro 2011

.Fevereiro 2011

.Março 2011

.Abril 2011

.Maio 2011

.Junho 2011

.Julho 2011

.Agosto 2011

.Setembro 2011

.Outubro 2011

.Novembro 2011

.Dezembro 2011

.Janeiro 2012

.Fevereiro 2012

.Março 2012

.Abril 2012

.Junho 2012

.Julho 2012

.Agosto 2012

.Setembro 2012

.Outubro 2012

.Dezembro 2012

.Janeiro 2013


A Rainha Agradece
.Layout: Liannara
.Hospedagem:Blogger
.Comentários: Haloscan
.Imagem: Flickr