O lado bom das coisas.

30.9.06

Eu tenho mesmo essa mania de sempre olhar e falar sobre o lado bom das coisas. Mania de não querer olhar defeito nas pessoas. E, nessa brincadeira de fazer meu mundo cor-de-rosa, meu coração quando palpita mais rápido, não encontra um roteiro pré-escrito sobre como agir pra não sair correndo pela boca a procura do teu. Porque toda vem que eu penso em você é isso que ele tem vontade de fazer. E a verdade é que eu queria que ele fizesse isso. E que eu fosse junto. E que nunca mais voltasse pro meu mundo cor-de-rosa cheio de lado bons das coisas e começasse e viver uma realidade bem mais cheia de tons vermelhos de paixão e um rosè de calmaria. Alternando entre momentos de clímax e paz todos os dias, mas sempre lembrando de não me fazer chorar, sofrer, esperar ou querer voltar pro tal mundo cor-de-rosa. Mas meu coração não vai. Ele ainda é mais sensato que eu. Deve ter puxado pro pai. E eu fico aqui... Sempre procurando o lado bons das coisas.

Saudações!

Decretado pela Rainha de Copas às 16:19 0 comments


Menina boba.

29.9.06

Quando eu senti esse cheiro doce de ar renovado hoje junto com o abrir dos meus olhos, eu tive muitas das respostas das dúvidas que eu pensava que tinha. Porque as asas que eu sempre sonhei ter, só eu não percebi que já as tinha, mas não tinha coragem (ou seria um pouco de serenidade?) para abri-las. Porque a calmaria que eu sempre tenho buscado está em mim e só uma menina boba e ingênua como eu ainda não percebeu que o mundo é além, mas eu estou em mim, completa. Porque a realidade se renova a cada decisão que é posta em prática com vontade e espiritualidade. Junto com meu abrir de olhos. E esse cheiro doce. De flores.

Saudações!

Decretado pela Rainha de Copas às 10:48 0 comments


Ressaca.

28.9.06

Hoje quando eu acordei, meus braços buscaram uma força que não tinham para alcançar o copo de água na mesa ao lado da cama. Meus olhos cansados quiseram mais do que nunca se esconder por trás daquela armação e daquelas lentes que eu guardava tão cuidadosamente e não gostava tanto de usar. Minhas pernas pareciam dormentes e pediam mais tempo como se ali não tivessem passado mais do que cinco minutos aproveitando o descanso. E minha alma pedia calmaria. Como se não tivesse sonhado ou como se não tivesse acordado de um sonho ruim que durou mais do que a noite toda. Hoje quando acordei, eu quis paz. Ainda não tinha. Mas tinha a certeza de que ela viria.

Saudações!

Decretado pela Rainha de Copas às 19:23 0 comments


Momentos, sorrisos, vontade e saudade.

26.9.06

Minha mala voltou cheia. De momentos, de sorrisos, de vontades e de saudade. Saudade do muito e do pouco que ficou dos instantes que paravam e corriam junto com os ponteiros que nem eu nem você conseguíamos segurar. Vontade do que nem sei se virá mas já senti junto com meus devaneios e sonhos quando eu preferi fechar os olhos a ver a comissária me oferecer pouco ou muito que não mataria a minha fome - de você. Sorrisos do vivido com gosto de mais, mesmo que ardendo o céu da boca, de desejo talvez. Momentos. Foi pouco. Foi muito. Foi a eternidade num segundo. Sim, foi de propósito.

Saudações!

Decretado pela Rainha de Copas às 11:57 0 comments


Bagagem.

20.9.06

Futuro. Dias. Reflexão. Saudade. Aperto. Vontade. Abraço. Ansiedade. Frio na barriga. Frio. Muito frio. Sozinha. Junto. Sempre. Olhar. Amendoim. Roupa. Férias. Sem palavras. Sem voz. Sem. Sem noção. Esperança. Sonhos. Sorrisos. Rosa. Cor-de-rosa. Laranja. Vermelho. Do tipo bom. Do tipo forte. Conhecer. Reflexão. Pra frente. Do que passou. O que virá? Não sei. Mas eu sei bem o que levo na bagagem. Esperança. Hasta la vista...

Saudações!

Decretado pela Rainha de Copas às 23:51 0 comments


Borboletas no estômago

19.9.06

Elas batem aqui no meu estomago sem nenhuma cerimônia. Não pedem licença nem perguntam se podem ficar. Simplesmente chegam e tomam conta de tudo. A verdade é que eu gosto. Gosto dessa sensação do novo e o gostinho da surpresa. Gosto do que pode ser diferente e da impressão de que minha vida pode mudar completamente do dia pra noite. Elas batem aqui no meu estomago e eu quero mais é que elas também me façam criar asas. E se isso me mostrar cores e sorrisos, melhor ainda.

Saudações!

Decretado pela Rainha de Copas às 01:21 0 comments


Ponto.

18.9.06

Hoje eu acordei com sede de pontos. Pontos nos is, pontos finais. Porque eu aprendi que i sem ponto, não é i. E que frase sem ponto final é frase sem fim. E fim sem pingo, não é fim. Acaba virando sim sem vontade e cheio de esperança. E vira reticências. Com não apenas um pingo ou ponto, mas três... Porque exagero sempre foi a minha cara, mas decisão também. Então é aí que entra o danado do til, vira não e forma decisão. Se junta com o ponto. Forma fim. Pula a linha ou quem sabe vira a página. Pra escrever tudo de novo, de um jeito novo e quem sabe... dessa vez sem pingo, sem ponto e sem fim.

Saudações!

Decretado pela Rainha de Copas às 09:04 0 comments


O meu céu ontem.

17.9.06

Mais estrelas que o normal.
E uma lua sorrindo pra mim.

Saudações!

Decretado pela Rainha de Copas às 12:41 0 comments


Simples assim.

15.9.06

Feliz. Porque o sol brilha sempre, mesmo por trás das nuvens. Porque a lua é linda mesmo quando não ta cheia. Porque o céu cinza é sinal de que vem chuva, e chuva é bom. Porque sempre tem estrelas brilhando no céu, mesmo que elas não existam mais. Porque eu adoro sorvete e cobertura de chocolate, e sempre tem. Porque eu adoro sorrir, e meu sorriso tem cor, mesmo às vezes amarelo. Porque eu sinto no ar o cheiro de algodão doce quando eu acordo, quando tenho sonhos bons. Porque eu vou e venho quantas vezes quiser, e sentir o vento no rosto é bom, muito bom. Porque é sempre simples assim. E quem complica é você. Eu? Sou feliz.

Saudações!

Decretado pela Rainha de Copas às 21:17 0 comments


Pensei.

14.9.06

Eu pensei em luz. Pensei em vontade. Pensei em ir. Pensei em ficar. Pensei em agir. Pensei em ajudar. Pensei em olhar. Pensei em viajar. Pensei em parar. Pensei em sorrir. Pensei em pintar. Pensei em escrever. Pensei em ler. Pensei em correr. Pensei em sair. Pensei em ser. Pensei em não ser. Pensei em luz. E de repente... Ficou tudo escuro. E eu... Pensei que talvez eu tenha pensado demais.

Saudações!

Decretado pela Rainha de Copas às 23:53 0 comments


Elis.

Eu quero uma casa no campo onde eu possa compor muitos rocks rurais e tenha somente a certeza dos amigos do peito e nada mais. Eu quero uma casa no campo, onde eu possa ficar no tamanho da paz e tenha somente a certeza dos limites do corpo e nada mais. Eu quero carneiros e cabras pastando solenes no meu jardim, eu quero o silêncio das línguas cansadas, eu quero a esperança de óculos e um filho de cuca legal. Eu quero plantar e colher com a mão a pimenta e o sal.

Eu quero uma casa no campo, do tamanho ideal, pau-a-pique e sapé, onde eu possa plantar meus amigos, meus discos e livros e nada mais.

Saudações!

Decretado pela Rainha de Copas às 09:15 0 comments


De olhos abertos.

13.9.06

As coisas parecem estranhas quando a gente começa a acreditar que o mundo é grande demais pra esses sentimentos que nos ocorrem em todos os dias e todos os momentos. Você parece estranho quando me cobra o que eu nem sei se é ou se num é. Eu pareço estranha quando planejo o que vai me acontecer depois de abril se eu nem sei o que vai acontecer próxima semana. Mas na verdade talvez eu saiba o que vai acontecer próxima semana, depois de abril, e no ano que virá depois... E nesse mundo tão grande, pra sentimentos pequenos ou grandes, você e eu somos um só, que de tão juntos, fica tudo pequenininho assim. No lugar certo ou errado, mas juntos. Nos fins de semana e nos dias de feira também. Porque não custa nada sonhar. E eu... Sonho de olhos abertos.

Saudações!

Decretado pela Rainha de Copas às 09:43 0 comments


Mágica.

12.9.06

No teto, as estrelas. Ao meu lado, você. E ao nosso redor, surpresas, sorrisos, vontades e inocência. Um desejo de que a eternidade durasse uma noite ou aquela noite virasse eternidade. Porque ver o sol nascer foi lindo mesmo que significasse que junto com a lua fosse embora também um pouco do sempre que eu desejei a cada olhinho apertado seu quando você mostrava o quão simples era sorrir. Mas o que não foi embora, nem mesmo com o sol, foi a magia do momento. E isso ficou. Junto com o brilho das estrelas refletido no seu olhar que eu vou guardar aqui pra mim hoje, amanhã, essa noite, nas noites que virão e mesmo quando a lua for embora, levando você de mim.

Saudações!

Decretado pela Rainha de Copas às 10:57 0 comments


Hoje... Sempre.

10.9.06

E você me diz: “que bom ver você”. E meu sorriso sai lento, calmo, seguro. E você diz: “estava com saudades”. E minha alma sai lenta, calma, segura. Sai ao encontro da tua. Pra ser companhia, lado a lado, aconchego. E você diz: “hoje”. E eu só escuto “pra sempre”. Porque meu coração teima em insistir que flores não murchem, meu sorriso sempre brilhe, saudades sejam sempre tempero e eu pense, faça, seja. Realidade. Sempre. Pra hoje.

Saudações!

Decretado pela Rainha de Copas às 22:59 0 comments


Eu ouvi falar de você.

8.9.06

Hoje eu acordei sem querer abrir os olhos [como tem acontecido muito ultimamente] e eu ouvi falar sobre você. Ouvi falar sobre sua voz, sobre suas atitudes, sobre seus passos. Mas ninguém falou sobre sua alma. Ninguém falou sobre o que você sente. A grande verdade é que ultimamente você não tem se permitido sentir. Você não permite se entregar e não sabe que, fazendo isso, você não sofre, mas também não ri. E junto com o teu riso que não chega, minha calmaria se desencontra, se perde e não me acha. Enquanto isso, “eu ando pelo mundo prestando atenção em cores que eu não sei o nome...”

Saudações!

Decretado pela Rainha de Copas às 13:20 0 comments


Cinza.

7.9.06

É cinza. Com um cheiro de úmido e paredes molhadas do que eu nem sei, pois não há água corrente. É escuro e minhas pupilas dilatadas procuram para meus pés [já descalços] o melhor lugar para acomodá-los, com medo de farpas ou espinhos, pois já tinham se machucado demais. Queriam descanso. É cinza. E eu, que tinha me acostumado com o cor-de-rosa, não gostei daquela falta de cor, falta de luz, falta de amor. Mas eu aprendi que nada na vida é de todo ruim. E eu sei que se procurar direitinho vou encontrar luz. Eu sei que vou.

Saudações!

- Post Scriptum -

Hoje? Aniversário do menino cinza mais cor que eu já conheci. Ele sorri sem mostrar os dentes. Faz carinho na alma sem tocar. É luz mesmo quando prefere ficar no escuro. É amigo. É anjo. Pra que escudeiro melhor? Amo-t. 4ever. E hoje... Te desejo luz e sorrisos. Hoje não. Sempre.

Decretado pela Rainha de Copas às 11:36 0 comments


Obrigada.

6.9.06

Eu queria dizer obrigada. Porque mesmo não sendo sorrisos, você me fez enxergar a vida. Porque mesmo não sendo companheirismo, você trouxe aprendizado. Porque mesmo não sendo sonho, você trouxe planos. Porque mesmo não sendo paz, você me fez querer calmaria. Porque mesmo não sendo amigo, você me fez ver que eu tenho amigos. Porque mesmo não sendo carinho, me fez enxergar o quanto ele pode ser bom. Porque quando a gente não tem, é que a gente quer. Eu queria dizer obrigada. Porque mesmo não sendo nada, me fez dar valor a tudo.

Saudações!

Decretado pela Rainha de Copas às 18:36 0 comments


Fé.

5.9.06

Eu queria ser mais fé. Porque, por mais que eu saiba do quanto é possível ser cor e flores, por mais que eu saiba do quanto é possível ser força e luta, às vezes eu tenho uma espada na mão, mas me falta o chão. Me falta a certeza de que posso vencer e conseguir ser feliz por mim mesma. Porque o que eu ainda não aprendi foi a lição de que felicidade não está nas outras pessoas/coisas.E que o sorriso vem por partes e não inteiro. Que a flor não nasce e desabrocha de uma só vez... Porque a beleza está no processo.

Saudações!

Decretado pela Rainha de Copas às 16:43 0 comments


Primavera.

4.9.06

E cada vez mais intimo, cada vez mais próximo... Dentro do meu castelo com direito a visita aos meus aposentos, meus pensamentos chegam, cumprimentam meus sentimentos e decidem que é hora que razão e emoção aliarem-se em prol de uma campanha pró-sorrisos e em busca da erradicação de todo tipo de tristeza e lagrima que possa querer criar raízes em solos tão coloridos e cheios de vida. E com flores, cores, paredes... Sempre novos, brilhantes, cheios de novidade a cada novo olhar que se lance sobre ele, meu Reino se faz e se mostra. Porque o outono está longe e aqui primavera dura doze meses.

Saudações!

Decretado pela Rainha de Copas às 02:34 0 comments


Não pára.

3.9.06

Quando os primeiros raios do dia tocaram minha pele branca, eu tive vontade de fazer voltar. Fazer voltar as noites e os dias e viver de novo aqueles momentos em que a única coisa que tocava minha pele era tua mão e a certeza de que eu era feliz era inexplicável. Mas não volta, nem ao menos pára. Aquele cara que soube viver a vida intensamente e exagerado é que estava certo: “não pára não, não pára.” E eu começo a perceber que, nessa louca vida, cada minuto precisa ser desfrutado e vivido e sentido olhando sempre pra frente. Pois assim, passos mais certeiros podem ser dados e o futuro, mesmo que muitas vezes repetindo o passado, pode se alcançado. E “dias sim, dias não, eu vou sobrevivendo sem um arranhão”.

Saudações!

Decretado pela Rainha de Copas às 13:12 0 comments


A Rainha



menina de vinte poucos.
que viveu muito em pouco.
que sorriu pouco em muito.
que vive sorrindo muito.
mulher de vinte e poucos.
que sofre, ama e não cansa.
de buscar dias melhores,
dias mais felizes.
menina mulher que não cansa.
de sonhar. de viver. de sorrir.
de confiar. de ter fé.
mulher menina que muito em pouco
fez pouco de muito.
e agora é rainha mesmo
não sendo majestade.

menina moça mulher do naipe coração.



Correio Real mensageirodecopas@gmail.com

A Rainha no Twitter @ReinodoCoracao

A Rainha no Orkut:
 Perfil 

A Rainha no Twitter @ReinodoCoracao

A Rainha no Facebook
 Perfil da Rainha

O Reino no Facebook
 Curtir o Reino

Súditos
 . A Rua Dos Contos 
 . Elísios 
 . Florbela Espanca 
 . Bobo da Corte 
 . Escudeiro da Rainha de Copas 
 . Cavaleiro Real 

Era uma vez

.Maio 2006

.Junho 2006

.Julho 2006

.Agosto 2006

.Setembro 2006

.Outubro 2006

.Novembro 2006

.Dezembro 2006

.Janeiro 2007

.Fevereiro 2007

.Março 2007

.Abril 2007

.Maio 2007

.Junho 2007

.Julho 2007

.Agosto 2007

.Setembro 2007

.Outubro 2007

.Novembro 2007

.Dezembro 2007

.Janeiro 2008

.Fevereiro 2008

.Março 2008

.Abril 2008

.Fevereiro 2009

.Março 2009

.Abril 2009

.Maio 2009

.Junho 2009

.Julho 2009

.Setembro 2009

.Novembro 2009

.Dezembro 2009

.Janeiro 2010

.Fevereiro 2010

.Março 2010

.Abril 2010

.Maio 2010

.Junho 2010

.Julho 2010

.Agosto 2010

.Setembro 2010

.Outubro 2010

.Novembro 2010

.Dezembro 2010

.Janeiro 2011

.Fevereiro 2011

.Março 2011

.Abril 2011

.Maio 2011

.Junho 2011

.Julho 2011

.Agosto 2011

.Setembro 2011

.Outubro 2011

.Novembro 2011

.Dezembro 2011

.Janeiro 2012

.Fevereiro 2012

.Março 2012

.Abril 2012

.Junho 2012

.Julho 2012

.Agosto 2012

.Setembro 2012

.Outubro 2012

.Dezembro 2012

.Janeiro 2013


A Rainha Agradece
.Layout: Liannara
.Hospedagem:Blogger
.Comentários: Haloscan
.Imagem: Flickr