Eu encontrei.

27.7.06

Eu encontrei em mim quem eu tanto procurava. Porque o que eu não sabia e finalmente descobri foi que na vida o coração só bate por nós e depois pensa em fazer pelos outros e viver angustiado por mais alguns poucos motivos que alguém pode acreditar que sim, mas na verdade não vale. Mas pouco importa se vale ou não. O que importa é bater. O coração precisa bater. Por mim, por ele ou por alguém. E no fim de tudo encontrar em mim de novo o que procurava: seu lugar. Para bater. Viver. Sentir e amar. Sem amarras, angustia ou medo. Porque eu acredito que eu sou meu recinto, meu refúgio. Mas fugir às vezes pra você pode não ser nada mal.

Saudações!

Decretado pela Rainha de Copas às 09:37 0 comments


Respirar, perder o fôlego e ficar aliviada.

22.7.06

E nesses dias de calmaria eu tenho respirado fundo e me lembrado daquilo de perder o folego e viver. Porque dia desses eu disse que a vida não era feita de quantos momentos você respirou mas de quantos te fizeram perder o fôlego. Mas eu fico pensando... E se eu não conseguir recuperar meu ar e simplesmente não conseguir mais abrir meus olhos? Mas eu abro meus olhos e percecebo que meu salvador dos meus dias mais cinzentos e cheios de falta de ar está exatamente onde eu preciso: ao meu lado, segurando minha mão. E eu respiro fundo de novo... Aliviada.

Saudações!

Decretado pela Rainha de Copas às 18:26 0 comments


Céu, inferno e aqui.

18.7.06

Sabe aquilo de ir ao céu e ao inferno? Eu não quero mais. Eu quero mesmo é ficar por aqui, tranqüila, deitada no teu ombro com você me chamando de princesinha todos os dias. Cansei dessa brincadeira de ficar indo e vindo de um lugar estranho que eu não gostei de visitar. Gostei foi do meu sorriso e do teu abraço sereno. Dessa calmaria que eu só encontro nos meus momentos mais sensatos ao teu lado. Porque esse é o lugar ao qual eu pertenço e do qual eu não tenho intenção nenhuma de sair mais pra ir a lugar algum.

Saudações!

Decretado pela Rainha de Copas às 11:22 0 comments


De: mensageiro de copas Para: rainha de copas

17.7.06

Es uma pessoa especial, tens um dom que muitos não tem, sabe viver, sabe que sua felicidade depende só de você e de ninguém mais…
É moça sorriso, sempre feliz e deixando todos ao seu redor [mesmo os mais distantes] felizes com essa sua luz…
O caminho pode ter uma curva mas continua logo a frente…
Por isso continue sorrido dona moça…
[4Ever]

[por isso que eu digo que sou abençoada.]

Saudações!

Decretado pela Rainha de Copas às 19:03 0 comments


14.7.06

Sabe quando seus olhos decidem não abrir pro brilho do sol? Sabe quando você decide que a janela fica bem melhor fechada? Sabe quando seus sorrisos parecem guardados num baú trancado a sete chaves? Sabe quando o dia é noite e a vontade que se tem é só a de ficar deitado? Sabe quando minhas mãos buscam no vazio o que definitivamente eu não quero acreditar, mas sei que não está lá? Sabe quando tudo isso acontece? Pois é. Mesmo quando acontece, eu abro meus olhos, abro a janela, liberto meus sorrisos e me levanto pra ver o sol. Porque a gente não pode querer apenas o que está ao nosso alcance. É preciso ir além.

Saudações!

Decretado pela Rainha de Copas às 11:08 0 comments


Abrir os braços, olhar pro céu e sorrir.

12.7.06

Quando eu acordei de mais um dos milhares de sonhos que tenho com você, eu me senti leve. E decidi abrir a janela e sentir o ar fresco da manhã no meu rosto antes mesmo de começar uma rotina diária que me faz sentir ainda mais falta dos momentos que eu tenho ao seu lado. Eu poderia abrir os braços, olhar para o céu e sorrir. Ou simplesmente fechar os olhos. E sentir a força que tem a sensação de dever cumprido, de que se fez tudo que poderia ser feito. Porque com isso, nada me atinge. Nem palavra, nem maldade, nem olhar, nem rancor... Apenas amor e felicidade.

Saudações!

- Post Scriptum -

Eu adoro boas histórias com boas lições:

Era uma pequena abertura em um casulo. E um homem sentado a observar o esforço da borboleta por horas para que seu corpo passasse através daquele pequeno buraco. E ela pareceu parar de fazer progresso, pois parecia ter ido ao seu limite. Foi aí que o homem decidiu “ajudar” e, com uma tesoura, cortou o restante do casulo.

A borboleta saiu com facilidade, mas seu corpo estava murcho, pequeno e tinha as asas amassadas. E ficou esperando que as asas se abrissem e fossem capazes de suportar o corpo. Nada aconteceu!

E a borboleta passou seus dias sem provar do gosto que seria abrir suas asas e dar seu primeiro vôo, pois seu corpo era murcho e suas asas estavam encolhidas. E o homem, em sua humildade, reconheceu que sua vontade de ajudar impediu que ela amadurecesse, pois aquele esforço era necessário para que ela estivesse pronta para finalmente sair do casulo e seguir seu destino.

E então? Já tentou se esforçar mais um pouco para fortalecer suas asas?

Decretado pela Rainha de Copas às 09:52 0 comments


Bom dia, boa tarde e boa noite.

11.7.06

Bom dia. O sol resolveu não acordar. O céu nem clareou e eu já estou de olhos abertos. Bem abertos, mesmo que isso não signifique ver muita coisa diante da penumbra que se faz. Boa tarde. A preguiça resolveu não chegar. O almoço não tinha nem se acomodado no estômago e eu já estou correndo. Correndo muito, mesmo que isso não signifique chegar a algum lugar. Boa noite. O sono resolveu que não era hora. Os lençóis da cama feita nem tinham sido amassados ainda e eu já sentia que a noite seria longa. Longa demais, mesmo que eu esteja sempre sonhando. Porque pra ver e correr é preciso estar acordada. Mas, no meu caso, eu não preciso estar dormindo pra sonhar.

Saudações!

Decretado pela Rainha de Copas às 09:22 0 comments


Calma, tudo está em calma

8.7.06

Há calmaria. Em seu peito, em sua consciência, em suas vontades. Há calmaria. E calmaria forma fortaleza que nem mesmo seus dias mais estranhos conseguem desandar toda aquela vontade de viver que tomou conta naqueles dias. No meu som, Paulinho Moska canta e aconselha. E eu? Escuto:

Não somos mais que uma gota de luz
Uma estrela que cai
Uma fagulha tão só na idade do céu
Não somos o que queríamos ser
Somos um breve pulsar
Em um silêncio antigo com a idade do céu

Não somos mais que um punhado de mar
Uma piada de Deus
Um capricho do Sol no jardim do céu
Não damos pé entre tanto tic-tac
Entre tanto big-bang
Somos um grão de sal no mar do céu

Calma, tudo está em calma
Deixe que o beijo dure
Deixe que o tempo cure
Deixe que a alma
Tenha a mesma idade que a idade do céu

Saudações!

Decretado pela Rainha de Copas às 12:35 0 comments


Sobre a carroça atropelando os bois.

7.7.06

No fim das contas, a carroça acabou mesmo atropelando os bois. Não fui eu que dei a ordem para que eles seguissem. Mas a vida é mesmo sábia e Deus escreve certo por linhas tortas, como muitas vezes nos ocorre na vida. Talvez a carroça tenha sido destruída. Contudo, talvez uma nova consiga me levar mais longe ainda. Se os bois se machucaram? Machucar sara e ensina. E aquele peso que eu carrgava nas costas e na consciencia... Se foi. Junto com a carroça antiga. E tudo mais.

Saudações!

Contribuíram pra esse post: atitudes precipitadas [de alguém que não sou eu] e o comentário da premiè no post anterior.

Decretado pela Rainha de Copas às 08:55 0 comments


A carroça, o senhor da razão e os bois

5.7.06

E eu custei pra crer que realmente como sempre me disseram o senhor da razão é esse tal chamado tempo. Custei a perceber que “colocar o carro na frente dos bois” não conseguirá me levar a lugar algum. E mais... que eu não conseguirei chegar a lugar algum se não aprender o quão necessário é fechar os olhos e praticar um pouco de paciência de vez em quando. Mas isso não significa esperar eternamente por algo que você acredita que vai cair do céu, até porque um pouco de atitude nunca fez mal a ninguém. Mas não se afobe. Olhe por onde anda, porque se não o boi pode tropeçar e a carroça pode perder o rumo no caminho.

Saudações!

Decretado pela Rainha de Copas às 20:26 0 comments


Quando alguém olhar você...

4.7.06

Quando alguém olha você com um olhar de pena, você se sente estranho. É como se esse mesmo alguém soubesse dos seus mais íntimos segredos e das suas mais estranhas angustias. Quando alguém olha pra você fixamente, você se sente estranho. É como se esse alguém pudesse ver sua alma e todas as suas partes, sejam negras e claras. Quando alguém te olhar nos olhos, não tive a vista... Olhe. Não tema. Até a sua alma deve ter algo para dar pra alma de alguém. E um olhar transmite isso, mesmo sem a gente saber. É como se elas se tocassem, se conhecessem e se despedissem... Em frações de segundos.

Saudações!

Decretado pela Rainha de Copas às 11:08 0 comments


Sobre a graça da vida

3.7.06

Eu queria saber qual caminho seguir, se é que há mais de um. Eu queria saber quais palavras usar, se é que há opção. Eu queria saber qual tom de voz, se é que há como escolher. Eu queria saber qual atitude tomar, se é que eu tenho escolha. Eu queria mesmo era entender e saber. Mas é impossível e improvável que eu saiba. Porque o que chamam de graça da vida – essa imprevisibilidade – eu chamo de medo, ansiedade e aperto no coração.E eu, definitivamente, não sei se gosto. Porque hoje eu acordei com o amargo na boca e meu céu amanheceu sem aquele cheirinho de açucar das minhas nuvens de aldodão doce.

Saudações!

Decretado pela Rainha de Copas às 08:34 0 comments


Abrir os olhos mesmo que eles teimem em fechar

1.7.06

Hoje, quando eu pensei em abrir os olhos e eles tentavam ter força para continuar fechados, muitas coisas me ocorreram... Eu pensei em quantas vezes tentamos ir em frente e outras forças tentam nos empurrar para trás. Eu pensei em quantas vezes tentamos pensar no futuro e os fatos tentam sempre nos relembrar o passado. Eu pensei em quantas vezes queremos tentar voar e tentam fechar nossas asas ou até mesmo corta-las. Mas eu percebi que mais forte é quem consegue ir em frente, pensar no futuro e consegue voar. Mais forte é quem consegue abrir os olhos e enxergar todo o brilho, cores e beleza que nos é oferecido todos os dias. Isso sim é viver.

Saudações!

Decretado pela Rainha de Copas às 14:09 0 comments


A Rainha



menina de vinte poucos.
que viveu muito em pouco.
que sorriu pouco em muito.
que vive sorrindo muito.
mulher de vinte e poucos.
que sofre, ama e não cansa.
de buscar dias melhores,
dias mais felizes.
menina mulher que não cansa.
de sonhar. de viver. de sorrir.
de confiar. de ter fé.
mulher menina que muito em pouco
fez pouco de muito.
e agora é rainha mesmo
não sendo majestade.

menina moça mulher do naipe coração.



Correio Real mensageirodecopas@gmail.com

A Rainha no Twitter @ReinodoCoracao

A Rainha no Orkut:
 Perfil 

A Rainha no Twitter @ReinodoCoracao

A Rainha no Facebook
 Perfil da Rainha

O Reino no Facebook
 Curtir o Reino

Súditos
 . A Rua Dos Contos 
 . Elísios 
 . Florbela Espanca 
 . Bobo da Corte 
 . Escudeiro da Rainha de Copas 
 . Cavaleiro Real 

Era uma vez

.Maio 2006

.Junho 2006

.Julho 2006

.Agosto 2006

.Setembro 2006

.Outubro 2006

.Novembro 2006

.Dezembro 2006

.Janeiro 2007

.Fevereiro 2007

.Março 2007

.Abril 2007

.Maio 2007

.Junho 2007

.Julho 2007

.Agosto 2007

.Setembro 2007

.Outubro 2007

.Novembro 2007

.Dezembro 2007

.Janeiro 2008

.Fevereiro 2008

.Março 2008

.Abril 2008

.Fevereiro 2009

.Março 2009

.Abril 2009

.Maio 2009

.Junho 2009

.Julho 2009

.Setembro 2009

.Novembro 2009

.Dezembro 2009

.Janeiro 2010

.Fevereiro 2010

.Março 2010

.Abril 2010

.Maio 2010

.Junho 2010

.Julho 2010

.Agosto 2010

.Setembro 2010

.Outubro 2010

.Novembro 2010

.Dezembro 2010

.Janeiro 2011

.Fevereiro 2011

.Março 2011

.Abril 2011

.Maio 2011

.Junho 2011

.Julho 2011

.Agosto 2011

.Setembro 2011

.Outubro 2011

.Novembro 2011

.Dezembro 2011

.Janeiro 2012

.Fevereiro 2012

.Março 2012

.Abril 2012

.Junho 2012

.Julho 2012

.Agosto 2012

.Setembro 2012

.Outubro 2012

.Dezembro 2012

.Janeiro 2013


A Rainha Agradece
.Layout: Liannara
.Hospedagem:Blogger
.Comentários: Haloscan
.Imagem: Flickr