Sobre voar e cair e sonhar

30.6.06

Um dia me disseram que "quanto mais alto o vôo, maior a queda". Eu custo a acreditar disso... Porque na verdade nunca tive medo de voar. E talvez esse ditado popular fosse uma maneira se conseguir oprimir desejos e planos otimistas. Eu vivo o hoje, mesmo que pense no amanhã. Não deixo de viver nunca por causa de medo de cair ou dar com a cara no muro. Realidade demais para você? Pra mim não, porque no meu Reino sonho vira realidade, sim. E voar é para os que tem asas e não para qualquer um. Aqui, "quanto mais alto o vôo, mais bela a vista".

Saudações!

Decretado pela Rainha de Copas às 08:58 0 comments


Diferente, especial e mais... Muito mais.

29.6.06

Hoje o dia amanheceu diferente. Como se o sol brilhasse mais. E como se os pássaros de repente decidissem que definitivamente não era hora de usar da discrição. Como se simplesmente não fosse nem quinta, nem sexta nem domingo. Como se fosse um dia a parte. Nem de feira, nem fim de semana. Especial. Como se nada depois dessas primeiras horas conseguisse voltar a ser como antes. Hoje o dia amanheceu diferente.

As flores estavam mais coloridas e até aquele momento era impossível entender o porque de toda aquela animação, especialidade, excitação. Como se esperasse algo ou alguém, toda a natureza exalava um cheiro diferente, como em dias de festa.

[...]

O que meus olhos não viam e talvez não queriam ver é que dentro de cada ser, mesmo com o nome e aparência tão estranhamente incomuns há beleza e cores estonteantes. E mais... Que pra ser tudo aquilo que naquele novo dia surgia era preciso morrer.

[como fênix. como eu.]

Saudações!

- Post Scriptum -

E hoje, ao nascer de um novo dia [especial], aniversariando uma bela borboleta que bate asas com destina incerto, mas próspero. E o que nós do pra hoje desejamos é que o sol possa nascer todos os dias como se brilhasse mais, os pássaros como se cantassem mais, como se não fosse um dia da semana e nada consiga voltar atrás. Que todo dia seja pra hoje. Porque felicidade é pra hoje. Pra sempre. Felicidade[s].


Parabéns India. E seja bem-vinda  Dama de Companhia .

Decretado pela Rainha de Copas às 00:28 0 comments


Sobre o amargo e o doce

27.6.06

Eu não evito a tristeza. Eu não ando fugindo de dias cinzentos como aquele-que-eu-não-gosto-de-dizer-o-nome foge da cruz. Afinal, eu aprendi que dias coloridos não seriam assim especiais se não houvesse ausência de cor em alguns [tomara que poucos] momentos. Aprendi que a gente só dá valor à felicidade quando se foi triste um dia. E só se dá valor a quem está do nosso lado quando se provou o gostinho levemente amargo que a solidão pode trazer.

Eu não evito a tristeza. Mas eu gosto mesmo é de ser feliz, de dias coloridos, a companhia de gente do bem e esse gosto de algodão-doce. Porque eu não sei fugir. Mas eu assino embaixo o que Claire (Kirsten Dunst) disse em Tudo Acontece em Elizabethtown:

"You have five minutes to wallow in the delicious misery. Enjoy it, embrace it, discard it... and proceed."

Saudações!

- Post Scriptum -

Idéia da frase roubada da Big Girl linkada aí do lado. E acabei roubando também a tradução do texto pra vocês:
Você tem cinco minutos para se entregar a tristeza profunda. Curta-a, abrace-a, descarte-a... e prossiga.

Decretado pela Rainha de Copas às 09:38 0 comments


Conceito, limite e amor

25.6.06

E da confiança dos meus olhos nos teus nasce o que eu não sei denominar. Porque há dias eu tento entender o que eu sinto e dizer que isso simplesmente é amor, seria pra mim simples. Mas um dia eu aprendi que definir é limitar. E tentar limitar o que pra mim é completamente sem limites é no mínimo frustrante. Frustrante porque eu sei que nunca vou conseguir saber a dimensão do que eu sinto, vejo, quero, sonho. E é aí, nessa parte que você diz: “empatamos”. E eu coloco esse sorriso no rosto, me visto com a minha alegria mais colorida. E saio. Pra todo mundo ver que felicidade não se define. Se vive. Sem limites.

Saudações!

Decretado pela Rainha de Copas às 15:13 0 comments


Sobre saudade e presença

23.6.06

Falar de saudade pra mim não é tão difícil. Porque, a cada vez que você me deixa em casa, eu já sinto saudades. Porque, toda vez que você diz boa noite, eu já sinto saudades. Porque, quando você vai, eu sinto saudades. Falar de saudade não é tão difícil. E falar de presença é menos ainda. Porque mesmo quando você me deixa em casa, diz boa noite ou se vai, eu sinto você do meu lado mesmo sem estar. Porque estar presente não significa estar ao lado, como estar longe não significa estar distante. E você me prova todos os dias isso. Do meu lado. Perto ou longe.

Saudações!

Decretado pela Rainha de Copas às 18:21 0 comments


Um mar de estrelas

21.6.06

Minha vida é assim um mar de estrelas. Cheio de brilhos e situações onde o meu mar vira céu e nada consegue me atingir quando eu me seguro numa das pontas dessas estrelas. E me sento. E brinco. E pulo. E faço festa porque motivos são o que não faltam. Só que vem um descuido e, de repente, uma das pontas das estrelas me furam. E dói. Dói muito. Mas eu sei ser força. Sei ser coragem. E sei sorrir, mesmo assim. Sento num canto e canto uma musica. Crio asas e encontro no vento batendo no rosto de olhos fechados uma sensação que é inigualável. E mergulho no meu mar. De rosas, estrelas, luz e esperança. Porque tudo por me falt[ar], menos esperança.

Saudações!

Decretado pela Rainha de Copas às 11:27 0 comments


Sobre essa loucura real.

20.6.06

Eu enlouqueço. Cada vez que penso nos meus dias de saudade e angustia com vontade de te ver. Eu enlouqueço. Cada vez que eu penso nos meus dias quando eu ainda nem conhecia você. Eu enlouqueço. Cada vez que eu tento pensar nos minutos [ou segundos] ansiosos entre o abrir dos meus olhos e ver o seu bom dia mesmo que de tão longe de mim. Eu enlouqueço. Porque eu fecho meus olhos de novo e tento sentir no meu rosto um beijo carinhoso. E eu enlouqueço.

Eu enlouqueço sempre porque nessa vida mais louco ainda que eu "é quem me diz que não é feliz. Eu sou feliz."

Saudações!

Decretado pela Rainha de Copas às 10:00 0 comments


Sobre longe, perto ou alguma coisa entre os dois

19.6.06

A minha vida, eu preciso mudar todo dia pra escapar da rotina dos meus desejos por seus beijos. Dos meus sonhos eu procuro acordar e perseguir meus sonhos... Mas a realidade que vem depois não é bem aquela que planejei. Eu espero sempre mais [muito mais] de ti. Por isso hoje estou tão triste [?], porque querer está tão longe de poder e quem eu quero está tão longe, longe de mim.

Porque pra estar longe não é preciso estar em outra cidade ou país. Pode estar até aí... Ao seu lado. Mas pode estar longe. E a rotina dos desejos é sempre a mesma.

Colaboraram neste post: "eu quero sempre mais", música de Edgard Scandurra, um gosto meio assim, algumas dores de cotovelo infundadas e uma ordinária esperança. Ah! E um post da Miss Salto Quebrado linkado aí do lado.
Saudações!

Decretado pela Rainha de Copas às 10:54 0 comments


Ser Hércules e Sansão, e ainda adorar Nietzsche

17.6.06

Hoje eu senti o mundo sobre as minhas costas. Porque quando eu to do teu lado eu me sinto o filho de Zeus com uma mortal e nada é capaz de me vencer. Mas quando não estou, qualquer força que não seja do bem me traz uma imensa tristeza que eu não entendendo bem de onde vem, mas eu sei que fica e cria raízes fortes do meu lado de forma a não querer ir embora mais. E eu sinto o mundo em minhas costas. Porque parece que Dalila cortou meus cabelos e levou junto com eles minha força, minha vontade e minha esperança. Sim, aquela mesma esperança sem a qual não poderia nunca viver. Porque os Deuses deveriam estar loucos quando te levaram pra longe de mim... Ou ainda... Quando inventaram que o amor não vence tudo. Mas você há de voltar logo, para provar que quem tava certo era Friedrich Nietzsche quando disse:

"Ninguém pode construir em teu lugar as pontes que precisarás passar para atravessar o rio da vida – ninguém, exceto tu, só tu"


Saudações!

Decretado pela Rainha de Copas às 01:44 0 comments


Os detalhes e o todo

15.6.06

Das coisas boas, as melhores são as que se completam nos detalhes. Nos detalhes que eu adoro e você sabe como fazer melhor. Porque eu me apaixonei por detalhes que fizeram a diferença na minha vida. E te amar é só um detalhe. Bom mesmo é ser amada. Nos detalhes e no todo. Porque pra te amar o detalhe foi perceber no todo o meu sorriso que eu tanto procurava e você soube me mostrar o caminho para encontrá-lo. Obrigada, por me proteger e me fazer feliz.

Saudações!

- Post Scriptum -

Agora o reino tem correio: mensageirodecopas@gmail.com Uma forma de falar direto com a Vossa Rainha.

Decretado pela Rainha de Copas às 23:59 1 comments


Sabe tudo isso?

14.6.06

Sabe quando seu coração está cheio, completo? Quando seus amigos mais queridos estão felizes e parece que tudo parece andar nos eixos? Quando algumas coisas não estão assim perfeitas, mas você sabe que tudo é questão de tempo e que nada é de todo ruim? Quando a certeza de que tudo vai terminar bem é tão grande ao ponto do seu sorriso se abrir no seu rosto e tudo que você poderia querer seria que o tempo parasse com essa brincadeira de vivo e morto? Que simplesmente nada mudasse e tudo continuasse com essas cores simples assim? Sabe tudo isso? É o que sinto quando estou com você. E ponto final.

Saudações!

Decretado pela Rainha de Copas às 18:48 0 comments


Sobre ser feliz e ser feliz ao lado de quem se ama

12.6.06

Eu estou aprendendo. Estou aprendendo o que é ser feliz, que é quando não se consegue recordar que um dia se foi triste. Estou aprendendo o que é ser feliz ao lado de quem se ama, que é quando não se consegue recordar da última lágrima de momentos de solidão. Estou aprendendo que não há nada que consiga comprar meu sorriso e meus momentos de quando feliz eu fico e sou plena. E eu aprendi que sempre se tem muita coisa pra aprender e sentir e querer.

Porque sonhar com nuvens de algodão doce não é de todo ruim. E fechar os olhos e quase sentir o cheiro do açúcar é melhor ainda. Porque minha boca fica assim cheia de água quando meus olhos atingem os teus. E quando teu sorriso é maior que tua seriedade e ele se abre pra mim, eu esqueço de escuro, de ontem, de amanhã. E eu sinto esse cheiro... De açúcar, de felicidade. Eu sinto esse gosto doce que é o do teu amor e lembro de todos os momentos que eu sempre pude desfrutar ao teu lado.

Sim. Eu estou aprendendo. E sentindo. E amando. E hoje... Agradecendo.

Feliz dia do Amor, dos Namorados, dos Amantes. Feliz dia.

Saudações!

Decretado pela Rainha de Copas às 01:26 0 comments


Versos de Pessoa ou Pessoa em Versos?

11.6.06

Eu falei que palavras não eram importantes? Falei que o silencio nos falava tudo que precisávamos ouvir? Esqueçam. Palavras fazem tão bem ou tão mal que é impossível viver sem elas. A certeza que muitas delas podem trazer é melhor que qualquer duvida que o silêncio pode deixar. E na tentativa de ter certeza de tudo na vida a gente acaba falando demais ou usando as palavras de modo errado. [silêncio] E o que a gente acaba percebendo é que quem fala demais perde, e quem não fala perde mais ainda. E eu, tagarela que sou, não consigo parar de falar. E só no fim eu entendo que apenas um silêncio na hora apropriada juntamente com as palavras certas podem trazer certezas que trazem sorrisos e o bem para todos.

E entre ser uma tela do Leonardo [Da Vinci] ou ser um poema de Fernando [Pessoa] eu preciso ser assim versos lindos e cheios de duplos sentidos.

Saudações!

Decretado pela Rainha de Copas às 02:40 0 comments


Uma tela de Da Vinci

9.6.06

Por que é preciso ouvir pra saber? Ou melhor... Por que é preciso ouvir pra ter certeza do que você já sabe? O ser humano é mesmo assim uma obra de arte que parece que foi Da Vinci que pintou. Com todos os seus enigmas e mensagens que são invisíveis aos olhos dos que não querem ver.

E o que poucos sabem é que pra ser feliz, pra ser admirado e pleno não é preciso ser compreendido. E eu daqui sei que sou querida e amada. Porque poucos sabem do que eu sou capaz e já tem por mim um carinho muito grande. Sei que quando a gente cai, levantar sozinho é difícil e se manter em pé mal das pernas é mais difícil ainda. Mas a minha força não é só minha. É do meu reino, dos meus súditos, daqueles que me dedicam palavras carinhosas e se preocupam comigo. E dos que não falam nada também. Porque por mais que eu não escute ou leia, eu sei. Sei que você está torcendo pelo meu sorriso mesmo que seja caladinho aí. Porque eu não preciso ouvir toda hora pra saber ou ter certeza do que eu já sei.


Saudações!

Decretado pela Rainha de Copas às 09:07 0 comments


As sementes certas

8.6.06

Eu tinha palavras tristes para mostrar. E mostrei. Estão cá embaixo. Mas eu li. Li de novo e percebi que eu não sou amarga assim. Percebi que aquele otimismo que eu sei ser não morreu, nem mesmo está adormecido. Porque eu sei que minhas palavras refletem quem eu sou e eu não sei ser só tristeza assim. Não sei sentar e esperar a tristeza passar.

Não é possível negar que a tristeza dos meus olhos inundaram minha alma, e a falta que o meu sorriso me faz é imensa. Mas entrar num ciclo vicioso de lágrimas e palavras tristes seria como chamar pra perto de mim o que sempre quis que ficasse longe daqui. E é assim que eu vou... Passo a passo, de palavra em palavra, contendo a lagrima e cultivando um sorriso. Porque sempre na vida eu aprendi que a gente colhe o que planta. E hoje mais do que nunca eu sei que estou usando as sementes certas: otimismo, esperança e verdade.


Saudações!

Decretado pela Rainha de Copas às 07:56 0 comments


Sobre ser lágrima e um pouco de angústia

7.6.06

Nunca fui muito boa em escrever sobre coisas tristes. Porque sempre na vida eu acreditei que meu sorriso e minha felicidade poderiam ser maiores que tudo. Mas é aí que dias como esses chegam e você não sabe o que fazer... E nem muito menos o que falar. Foi então que eu encontrei alguém que já disse o que eu sinto com muitas palavras e cheio de sentimento. Então, eu pensei... Por que não mostrar pro meu Reino que sua Rainha também pode ser lágrima e um pouco de angústia?

Pela janela consigo ver um sol robusto em um céu limpo. O dia está radiante e o interior da minha casa num frio cavernoso de dar medo. Meu coração costumava-se acalmar em dias assim. Mas meus olhos parecem não conseguir mais transmitir beleza alguma para dentro de mim. E de repente, sem aviso prévio, as lágrimas começam a escorrer.

Existem mágoas difíceis de serem administradas que inundam nosso corpo de amargura, nos fazendo agonizar, ansiando pelo fim. Não há controle e nem alivio, apenas dor, como um câncer em metástase iminente. Estas dores se tornam mais presentes a cada dia de forma mais vigorosa, mostrando de maneira clara que o passado nada mais é que o pedaço vivo do presente. Olho ao redor e vejo pessoas necessitando de ajuda e vou ao encontro delas, mas sem compreender direito quem será ajudado na história.

Então, quando dou por mim, eu já estou discorrendo um texto e deixando ali um guia teórico para quem quiser pegar. Enquanto isso minha alma perturbada, começa a urrar, pedindo socorro. E quando sorriem, já um pouco tranqüilizados, eu respondo com um doce sorriso de quem vive plenamente. E assim se passaram anos e nada mudou. Então saio e olho para o céu, tentando buscar uma resposta, uma esperança.

Deixo o sol me aquecer e permaneço ali por horas entre devaneios e espasmos de "porquês". Procuro aceitar algumas brutalidades como um mero aprendizado. Porém como um ciclo ele vem se repetindo. E eu querendo cada vez mais entrar em um processo de isolamento. Desaprendi a estar no meio social. Não há resguarda ou amparo, sou eu e apenas eu.

Preciso agora de apenas um alívio, uma folga de tudo isso. Tem sido um consumismo sufocante. O silêncio dita minhas noites no clamor do meu desespero. Eu só gostaria de pelo menos por uma noite, poder fechar os olhos e não sentir o mundo em minhas costas.

Sarah Áblun


Saudações!

Decretado pela Rainha de Copas às 20:25 0 comments


Das explicações que eu não sei dar

Eu queria saber explicar essa angustia, esse aperto. Queria saber explicar porque na vida pra mim tudo parece muito simples quando pros outros é tão cheio de caminhos sem sentido. Queria saber mostrar que o sorriso e alegria não são sinônimos de ingenuidade. Queria saber explicar que a vida é essa palavrinha de quatro letras bem simples que os serem humanos fazem questão de complicar. Queria saber explicar o que eu não consigo, mesmo que eu saiba da explicação. Queria que minha alegria, minha vontade e minha esperança fosse também de todos que me cercam. Só assim não haveria angustia, aperto, dias cinzas, peso, nem qualquer outra coisa que pudesse me fazer mal.

Saudações!

Decretado pela Rainha de Copas às 11:24 0 comments


O dia e essa enxurrada de lágrimas

Hoje o dia bem que podia ter saído mais ensolarado. Bem que essas nuvens poderiam sair do meu céu junto com essa enxurrada de lágrimas que não cansa de querer derramar. Hoje o dia bem que podia ter saído colorido. Bem que esse cinza poderia sair dos meus olhos junto com essa enxurrada de lágrimas que não cansa de querer derramar. Hoje o dia bem que podia ter saído mais leve. Bem que esse peso poderia sair dos meus ombros junto com essa enxurrada de lágrimas que não cansa de querer derramar. Hoje o dia bem que podia ter saído mais dia. Bem que essa noite sem lua e estrelas poderia sair da minha vida junto com essa enxurrada de lágrimas que não cansa de querer derramar.

Saudações!

Decretado pela Rainha de Copas às 08:14 0 comments


Do que eu senti e pensei naquele momento...

5.6.06

Eu só imaginei que, como disse aquele autor além de todos os tempos que nós adoramos tanto chamado Nietzsche... "Aquilo que se faz por amor está sempre além do bem e do mal"

Posso assinar embaixo?

Saudações!

- Post Scriptum -

Obrigada. Por tudo. Pela paz, pelas palavras, pelas boas vibrações, pela torcida, pelo amor, pela amizade, por tudo. E até pelo silêncio. Obrigada.

Decretado pela Rainha de Copas às 17:59 0 comments


Sobre dor, medo, coisas boas, yin e yang

4.6.06

Das coisas boas que acontecem, o sorriso, o olhar, o carinho, o beijo... Talvez essas sejam as melhores. Ou, de certa forma, até um pouco dessa saudade, dessa birra, dessa vontade, dessa distancia, desse segredo... Até um pouco disso que a gente não gosta tanto faça parte dessas coisas boas que compõem o todo. Porque eu aprendi que não existe mesmo yin sem yang. Das coisas boas, saber que você é meu equilíbrio, essa sim, é a melhor de todas. Então segura na minha mão praquela musica daquela bandinha daquele dvd ao vivo que a gente tanto gosta vai fazer ainda mais sentido quando ele fala de medo e de dor, e fala que não os escuta mais. Porque eu decidi que a sua voz é a melodia que eu quero ouvir quando o sol raiar, e quando ele adormecer também. Porque eu sou mesmo essa menina boba e apaixonada. Sou do naipe coração, lembra?

Saudações!

Decretado pela Rainha de Copas às 17:50 0 comments


Cinco dias em um minuto

1.6.06

Hoje eu acordei com sede da solução que eu ainda não encontrei. Acordei com vontade que se passassem cinco dias em um só minuto e eu não tivesse que imaginar como seria cada minuto a seu tempo. Mas o que eu sei e pareço não querer entender é que respostas a gente só encontra depois de viver. E, como disse aquele louco que eu adoro tanto, perguntas não vão me mostrar... Mas a verdade, as respostas, os caminhos... Nem sempre são claros, abertos e simples de serem absorvidos. Talvez o que nem todo mundo consiga compreender é que a vida é mesmo assim feita de coisas simples. Coisas simples como um beijo, um sorriso e um passeio de mãos dadas num fim de tarde, que na verdade nada tem de simples, mas tem muito de especiais. E eu tenho que me contentar em viver esses cinco dias. Minuto a minuto. E agüentar o que virá depois.

Saudações!

Decretado pela Rainha de Copas às 09:22 2 comments


A Rainha



menina de vinte poucos.
que viveu muito em pouco.
que sorriu pouco em muito.
que vive sorrindo muito.
mulher de vinte e poucos.
que sofre, ama e não cansa.
de buscar dias melhores,
dias mais felizes.
menina mulher que não cansa.
de sonhar. de viver. de sorrir.
de confiar. de ter fé.
mulher menina que muito em pouco
fez pouco de muito.
e agora é rainha mesmo
não sendo majestade.

menina moça mulher do naipe coração.



Correio Real mensageirodecopas@gmail.com

A Rainha no Twitter @ReinodoCoracao

A Rainha no Orkut:
 Perfil 

A Rainha no Twitter @ReinodoCoracao

A Rainha no Facebook
 Perfil da Rainha

O Reino no Facebook
 Curtir o Reino

Súditos
 . A Rua Dos Contos 
 . Elísios 
 . Florbela Espanca 
 . Bobo da Corte 
 . Escudeiro da Rainha de Copas 
 . Cavaleiro Real 

Era uma vez

.Maio 2006

.Junho 2006

.Julho 2006

.Agosto 2006

.Setembro 2006

.Outubro 2006

.Novembro 2006

.Dezembro 2006

.Janeiro 2007

.Fevereiro 2007

.Março 2007

.Abril 2007

.Maio 2007

.Junho 2007

.Julho 2007

.Agosto 2007

.Setembro 2007

.Outubro 2007

.Novembro 2007

.Dezembro 2007

.Janeiro 2008

.Fevereiro 2008

.Março 2008

.Abril 2008

.Fevereiro 2009

.Março 2009

.Abril 2009

.Maio 2009

.Junho 2009

.Julho 2009

.Setembro 2009

.Novembro 2009

.Dezembro 2009

.Janeiro 2010

.Fevereiro 2010

.Março 2010

.Abril 2010

.Maio 2010

.Junho 2010

.Julho 2010

.Agosto 2010

.Setembro 2010

.Outubro 2010

.Novembro 2010

.Dezembro 2010

.Janeiro 2011

.Fevereiro 2011

.Março 2011

.Abril 2011

.Maio 2011

.Junho 2011

.Julho 2011

.Agosto 2011

.Setembro 2011

.Outubro 2011

.Novembro 2011

.Dezembro 2011

.Janeiro 2012

.Fevereiro 2012

.Março 2012

.Abril 2012

.Junho 2012

.Julho 2012

.Agosto 2012

.Setembro 2012

.Outubro 2012

.Dezembro 2012

.Janeiro 2013


A Rainha Agradece
.Layout: Liannara
.Hospedagem:Blogger
.Comentários: Haloscan
.Imagem: Flickr